Luxação do ombro - Instabilidade

Luxação do ombro – Instabilidade

O que é luxação do ombro?

O ombro é a articulação de maior movimento do corpo humano. Ela permite que nossa mão se afaste do corpo em praticamente todas as direções. Para que esses movimentos aconteçam é preciso que o ombro seja estável, isto é, fique com sua articulação centralizada durante toda amplitude de movimento permitindo a geração de fulcro com força e precisão. Os mecanismos estabilizadores do ombro são complexos e delicados (cartilagem, labro, cápsula e tendões).

Luxação do ombro - Amplitude

Movimentos do ombro.

Luxação do ombro.

Luxação do ombro.

Instabilidade do ombro é quando esses mecanismos falham e o paciente começa a apresentar sintomas como dor, fraqueza, receio, sensação de falseio articular e, em casos extremos, a luxação do ombro (perda completa do contato articular).

 

Quadro Clínico

Na maioria das vezes o paciente apresenta um trauma no ombro com a luxação ou subluxação da articulação. Dependendo do grau de alteração, o paciente consegue reduzir sozinho ou precisa ir a um hospital para que o médico reduza a luxação (colocar a articulação no lugar).

 

Luxação do ombro é instabilidade são a mesma coisa?
instabilidade-4

Após a redução o paciente deverá usar uma tipoia para conforto e analgesia e iniciar a fisioterapia em 2-3 semanas. Pacientes que apresentam apenas um episódio de luxação do ombro não possuem, necessariamente, instabilidade do ombro. A chance do paciente evoluir para instabilidade de ombro após primeiro episódio de luxação depende da idade e das lesões morfológicas do complexo estabilizador. Quanto mais novo o paciente maior a chance de ter instabilidade.

 

 

Exame Físico

Teste de apreensão.

Teste para determinar se há luxação de ombro.

Em geral a amplitude de movimento não apresenta maiores alterações e os pacientes raramente queixam-se de dor. Quando o médico posiciona o ombro na posição de arremesso, exercendo uma pressão leve na parte posterior do ombro, o paciente com instabilidade sentirá a sensação de que o ombro vai “escapar”. Esse é o teste mais importante chamado teste da apreensão que denota insuficiência do mecanismo estabilizador.

 

Exame de Imagem

As radiografias excluirão sinais de fraturas e são capazes de diagnosticar lesões ósseas em estágio mais avançado, porém os exames mais detalhados e que podem diagnosticar lesões ósseas mais discretas e lesões de outras estruturas além do osso são a Tomografia Computadorizada e a Ressonância Magnética, respectivamente. Pode ser realizada uma Artro ressonância, na qual é injetado um contraste dentro da articulação antes da realização do exame o que aumenta a sensibilidade do exame.

Ressonância magnética para determinar luxação de ombro

Exame de imagem para luxação de ombro.

Exame de imagem, luxação de ombro.

Exame de imagem – Luxação de ombro.

 

Tratamento da luxação do ombro

Luxação de ombro - Cirurgia artroscópica.

Luxação de ombro – Cirurgia artroscópica.

Em pacientes que apresentam um episódio de luxação do ombro pode ser tentado o tratamento com fortalecimento muscular. Nesses casos são realizados exercícios de fortalecimento da musculatura periescapular e do manguito rotador. Técnicas de biofeedback podem ser usadas.
Em casos que evoluem para instabilidade do ombro mesmo após a reabilitação, o tratamento cirúrgico é indicado. O objetivo da cirurgia é devolver a estabilidade da articulação mantendo o movimento e a força. Diversas técnicas para estabilização de ombro foram descritas. Atualmente duas são as mais utilizadas: a fixação artroscópica e a cirurgia de Latarjet.

A técnica artroscópica apresenta bons resultados em lesões menores, com pouca erosão óssea. Já a técnica aberta, pode ser realizada tanto em lesões menores quanto maiores, independente de ter ou não erosão óssea. Na literatura atual há respaldo científico para ambas as técnicas.
Após a cirurgia o paciente usa tipoia por 4 semanas e o retorno às atividades esportivas ocorre, em geral, em torno de 3 a 4 meses após a cirurgia. No pós operatório são realizados exercícios para ganho de mobilidade e, posteriormente, reeducação escapulototácica e exercícios de fortalecimento. Mais detalhes sobre o procedimento devem ser conversados com o seu médico.
instabilidade-9

error: Content is protected !!