Fratura de Clavícula

Fraturas de clavícula

As fraturas de clavícula são as fraturas mais comuns da cintura escapular, correspondendo de 2 a 3 % de todas as fraturas.
Geralmente o mecanismo de trauma é uma queda sobre o braço, sendo mais comum em pacientes jovens.

 

Quadro clínico

O paciente se queixa de dor e edema sobre a clavícula dependendo do local da fratura.

 

Exame físico

Além da dor, pode haver deformidade na clavícula pelo deslocamento da fratura ou uma queda (inferiorização) da escápula simulando uma luxação acromioclavicular.
Quando há desvio significativo, os fragmentos podem ficar bem salientes na pele, mas raramente há exposição óssea.

 

Exame de imagem

O RX é suficiente para diagnosticar e classificar a fratura de clavícula, avaliando o grau de deslocamento. Elas podem estar fraturadas no terço médio (mais comum) e nos terços lateral e medial (incomuns). O exame deve incluir o ombro contralateral no mesmo filme para avaliar um possível encurtamento da clavícula fraturada.

Fratura de clavícula

Tratamento das fraturas de clavícula

As fraturas da clavícula sem desvio podem ser tratadas conservadoramente, sendo utilizado imobilização em “oito” ou por meio da tipoia simples por quatro a seis semanas, realizando controle radiográfico nas duas primeiras semanas para avaliar a manutenção da posição da fratura.
O tratamento cirúrgico é indicado nos casos de fraturas com grande encurtamento/deslocamento que estejam salientes na pele, fraturas do terço lateral (instáveis) ou associadas com outras lesões (neurovasculares, fraturas ipsilaterais, fraturas bilaterais). O tratamento cirúrgico das fraturas do terço médio é realizado por meio de fixação da fratura com placas ou hastes intramedulares. As fraturas do terço lateral são tratadas com fixação com parafuso por 6 semanas similar ao tratamento da luxação acromioclavicular. Em alguns casos há a possibilidade de realizar o tratamento com placas e parafuso. Após a cirurgia o paciente deve permanecer imobilizado com uma tipóia, retirando apenas para o banho, durante aproximadamente 4 semanas, ou conforme orientação do seu médico. Inicialmente são liberados apenas exercícios de cotovelo e alguns movimentos com bastão de rotação.

Fixação fratura de clavícula

error: Content is protected !!