Fisioterapia

Fisioterapia na reabilitação da cirurgia do ombro e cotovelo.

A Fisioterapia é a profissão que tem por objetivo auxiliar na recuperação funcional dos pacientes, seja acelerando esse processo ou o aprimorando. Muitas disfunções ou lesões de ombro possuem um bom prognóstico sem necessitar de cirurgia. Nesses casos, a avaliação é individualizada e leva em conta os possíveis fatores causais e a identificação de hábitos nocivos ou perigosos para o ombro que devem ser identificados e, através do auxílio do Fisioterapeuta, corrigidos ou adaptados.

Quando não há uma boa evolução com o tratamento conservador, ou ainda, quando a lesão possui uma maior complexidade a ponto de dificultar muito o manejo pela Fisioterapia, o paciente necessita ser submetido a um procedimento cirúrgico. Nessa situação, deve-se realizar uma avaliação minuciosa para medir o grau de disfunção no pré-operatório, essa avaliação é composta por diversos instrumentos e é multidisciplinar, ou seja, há domínios médicos (exames complementares) e fisioterapêuticos (avaliação funcional) que fornecerão informações importantes para o prognóstico. Da mesma forma, o paciente é submetido a avaliações pós-operatórias contempladas pelos mesmos domínios explorados anteriormente em períodos determinados.

Após a cirurgia, o paciente permanece em um período de imobilização por tipoia, necessário para a cicatrização adequada das estruturas envolvidas e é comum apresentar várias restrições de movimento, perda de força e medo de movimentar o braço (cinesiofobia). É fundamental, nesse momento, que o paciente seja avaliado por um Fisioterapeuta e pelo cirurgião, pois receberá orientações importantes para aumentar o conforto e também para proteger a cirurgia.

A partir dessa avaliação, o Fisioterapeuta realizará o planejamento de todo o processo de recuperação funcional, devendo respeitar o processo biológico de cicatrização inerente a cada tipo de procedimento cirúrgico realizado. Além disso, o paciente receberá orientações de exercícios domiciliares para complementar e, principalmente, para manter a melhora de mobilidade obtida durante o atendimento em consultório.


 

A recuperação funcional do paciente ocorre seguindo quatro etapas principais.
Não é possível e nem seguro “pular” ou inverter a ordem de qualquer uma dessas etapas:

 

1ª – Aumento da amplitude de movimento passiva (nessa etapa, o Fisioterapeuta realiza uma série de mobilizações diferentes com o objetivo de recuperar a amplitude perdida, ou seja, para “soltar” o ombro. A melhora é lenta e gradual.);

 


 

2ª – Aumento da amplitude ativa (nessa etapa, o Fisioterapeuta utiliza técnicas variadas de mobilizações e exercícios para estimular os músculos inibidos a recuperarem a capacidade de gerar movimento gradualmente);

 


 

3ª – Ganho de força muscular (nessa etapa, o paciente tem menos riscos de comprometer a cirurgia realizada. São utilizados exercícios específicos que ajudarão no ganho de força muscular);

 


 

4ª – Inversões rápidas de movimento e pliometria (nessa etapa, o paciente é preparado para obter uma melhor performance em seus movimentos, aumentando a capacidade de gerar força associada com mais velocidade e necessidade de estabilização. Essa fase pode ser opcional para um paciente de baixa demanda funcional, mas é fundamental para atletas).

 


O retorno à prática esportiva ocorre levando-se em consideração o tipo de lesão, a demanda e outras características técnicas mais complexas avaliadas por um profissional que atenda com ênfase na área do ombro.

O planejamento da recuperação funcional pode variar devido a fatores biológicos e comportamentais do próprio paciente. As condutas e o manejo do caso são realizados de forma individualizada e por uma equipe profissional experiente.

Para maiores esclarecimentos, consulte um profissional qualificado e atualizado.

As informações aqui descritas são de forma mais simples e didática para auxiliar a compreensão de sua disfunção e lesão. Dessa forma, não devem ser utilizadas para fins de citação em trabalhos ou discussões científicas.

Luxação de cotovelo 1

 

Baixe aqui a Cartilha de Exercícios de Reabilitação
do Grupo de Ombro.

Image-cartilha002

error: Content is protected !!