All posts in Sem categoria

Luxação e instabilidade no ombro: Quais as diferenças?

Luxação e instabilidade no ombro: Quais as diferenças?

A luxação é um trauma que pode desencadear a instabilidade do ombro. Mas, não necessariamente, qualquer pessoa que sofreu esse trauma passará pelo quadro de instabilidade.

💪Alguns fatores como idade e a prática de esportes são importantes nessa situação.

Ainda assim, é preciso procurar atendimento para tratar o problema e evitar possíveis complicações.

 

Confira mais sobre o assunto:

 

A LUXAÇÃO DO OMBRO: É normalmente causada por um trauma, como queda ou lesão. O ombro é a maior articulação do corpo e vários mecanismos atuam para que a amplitude de movimentos seja ilimitada nesta região. Quando a luxação acontece, é porque há perda desse contato articular.

O tratamento é feito com o procedimento de redução que “coloca o ombro no lugar”. Também é feita a imobilização da região com o uso de tipoia.

 

A INSTABILIDADE DO OMBRO: Após a luxação, há chances do paciente ter um quadro de instabilidade do ombro, especialmente os mais jovens e que praticam exercício físico com regularidade. A instabilidade também pode levar a novas luxações.

Os sintomas da instabilidade do ombro envolvem: dor, fraqueza e sensação de falseio muscular.

Leia mais

As 4 etapas da recuperação funcional

As 4 etapas da recuperação funcional

Você sabe qual é a importância da recuperação funcional? O objetivo é auxiliar os pacientes no pós-cirúrgico a retomarem os movimentos do ombro com segurança.💪 Para isso, o fisioterapeuta é o profissional responsável pela avaliação funcional e é quem irá aplicar uma série de exercícios que ajudam na recuperação.

Dividida em 4 etapas, a recuperação funcional deve ser seguida gradualmente, sem pular ou inverter etapas. Além disso, o paciente terá orientação para realizar exercícios complementares em casa, colaborando para manter os resultados alcançados no consultório.

 

ETAPA 1: Aumento da amplitude passiva do movimento: série de mobilizações que ajudam a “soltar” o ombro, recuperando a amplitude dos movimentos.

ETAPA 2: Aumento da amplitude ativa: técnicas de mobilizações e exercícios que estimulam os músculos a gerarem movimento gradual.

ETAPA 3: Ganho de força muscular: etapa importante para diminuir o risco do comprometimento da cirurgia através da força muscular.

ETAPA 4: Inversões rápidas do movimento e pilometria: melhora a performance dos movimentos, trabalha a capacidade de gerar força, velocidade e estabilização. Essa etapa é fundamental para os atletas.

Leia mais

Queda de lado com o ombro: Já ouviu falar em luxação acromiocavicular?

Queda de lado com o ombro: Já ouviu falar em luxação acromiocavicular?

Perda de contato entre a articulação da clavícula com o acrômio decorrente de um trauma: assim é a luxação acromioclavicular.

Geralmente, ela acontece após uma queda de lado com o ombro, causando dor e edema na região.

Além da dor, pode haver também uma deformidade decorrente da ascensão da clavícula.

➡ Os casos menos deslocados são tratados com repouso e controle da dor. Posteriormente é iniciada a recuperação a amplitude da articulação, seguida do reforço muscular. Já nos casos mais deslocados é indicada a reconstrução do complexo ligamentar e fáscia delta trapezoidea.

Quer saber mais informações sobre a luxação acromioclavicular? Entre em contato conosco.

Leia mais

Causas e tratamentos da artrose de ombro

Causas e tratamentos da artrose de ombro

Causas primárias, sendo uma provável herança genética, ou causas secundárias, como traumas, fraturas e cirurgias prévias: a artrose é o desgaste da cartilagem articular do ombro.

Seus sintomas mais comuns são caracterizados por dor na região e pela perda da mobilidade na articulação.

O tratamento consiste no alívio dos sintomas e da inflação, com foco em manter a mobilidade da articulação.

Dessa forma, preservar a capacidade do paciente de realizar suas atividades sem restrição é o maior objetivo. A fisioterapia nessa fase é importante, assim como medicações anti-inflamatórias.

Em casos mais avançados, pode ser indicado o tratamento cirúrgico com substituição da articulação gasta por uma prótese, procedimento chamado de artroplastia do ombro.

Leia mais

4 fatores que contribuem para a osteopenia

4 fatores que contribuem para a osteopenia

Apesar de não ser uma considerada uma patologia, a Osteopenia é uma condição que leva a perda gradual de massa óssea, aumentando o risco de Osteoporose – doença que torna os ossos enfraquecidos e predispostos a fraturas.

Tabagismo, sedentarismo, dietas com baixo índice de cálcio e herança genética são os principais fatores associados à condição.

Como tratamento, na maioria dos casos, é indicado uma alimentação balanceada, exposição ao sol moderada e a prática regular de exercícios físicos. Em casos mais graves, poderá ser prescrito o uso de bifosfonatos – medicamentos que têm demonstrado eficácia na preservação da densidade mineral óssea.

Por ser uma condição totalmente assintomática, trazendo indícios somente quando o quadro já evoluiu para Osteoporose, o acompanhamento com um especialista é fundamental para um diagnóstico precoce, evitando que as complicações evoluam.

Leia mais

Fisioterapia na reabilitação da cirurgia do ombro e cotovelo

Fisioterapia na reabilitação da cirurgia do ombro e cotovelo

Após um procedimento cirúrgico no ombro e cotovelo, a imobilização por tipoia é imprescindível para a cicatrização adequada das estruturas envolvidas. Após seu uso, restrições de movimento, perda de força e medo de movimentar o braço são muito comuns.

Nestes casos, a partir da avaliação do cirurgião, em conjunto com um fisioterapeuta, deve-se iniciar o processo de recuperação funcional com quatro etapas principais, que devem ser seguidas nesta ordem:

1ª – Aumento da amplitude de movimento passiva
2ª – Aumento da amplitude ativa
3ª – Ganho de força muscular
4ª – Inversões rápidas de movimento e pliometria

Além disso, o paciente receberá orientações de exercícios domiciliares para manter a melhora de mobilidade.

Está passando ou irá passar pelo processo pós-operatório e ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários. 👇

Leia mais

Foto oficial do Grupo do Ombro da Santa Casa de Porto Alegre.

Foto oficial do Grupo do Ombro da Santa Casa de Porto Alegre.

Todos os profissionais, entre eles, médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e residentes, cumpriram seus objetivos em 2022, em relação ao assistencialismo, ensino e pesquisa, cirurgias, aulas, congressos, mentorias, desenvolvimento de instrumentais e implantes, dissecações em laboratório de anatomia, treinamentos em estações de artroscopia, trabalhos publicados, palestras no Brasil e exterior, entre muitos outros.

Uma equipe altamente qualificada, em diferentes áreas, atuando em prol da saúde da sociedade.

Leia mais

Qual a postura correta dos cotovelos para quem trabalha muito tempo sentado?

Qual a postura correta dos cotovelos para quem trabalha muito tempo sentado?

Trabalhar durante muitas horas sentado pode ocasionar desconforto para o corpo e, inclusive, movimentos repetitivos podem causar lesões.

E qual a postura correta de ombros e cotovelos na hora de sentar?

💪O primeiro passo é ajustar a mesa e a cadeira na altura e posição que seu corpo fique confortável.

💪O ideal é que o antebraço fique apoiado sobre a mesa, fazendo com o cotovelo permaneça num ângulo de 90 graus.

💪 Dessa forma, os ombros ficam relaxados, evitando sobrecarga na região.

💪Faça pausas ao longo do dia e sempre que possível, faça alongamentos – fundamentais para aliviar tensões e evitar lesões.

Seguindo esses cuidados você terá mais conforto no seu trabalho, prevenindo dores e desconfortos.

Leia mais

Como amenizar a dor nos ombros?

Como amenizar a dor nos ombros?

Quando sentimos dor ou desconforto, é normal tentarmos amenizar essa sensação desagradável utilizando compressas. Mas bate a dúvida: utilizar a fria ou a quente?

❄ As compressas frias são as mais indicadas para diminuir os inchaços e a inflamação nos ombros. Podem ser aplicadas várias vezes ao dia, mas é importante proteger a pele das queimaduras. Para isso, a dica é usar uma toalha sob a bolsa, garantindo assim mais conforto.

🔥 Já as compressas quentes aliviam as dores na região, pois o calor ajuda no relaxamento dos músculos, tratando a tensão e aumentando o fluxo de sangue. Aqui vale a mesma dica: coloque uma proteção para não queimar a pele.

Em casos de desconfortos persistentes, a melhor alternativa é buscar auxílio médico.

Leia mais

Já ouviu falar de tendinite do ombro?

Já ouviu falar de tendinite do ombro?

Pode causar dores intensas, irradiando para todo o braço e causando sensação de formigamento, além de inchaço e desconforto: esses são alguns dos sintomas da tendinite no ombro, também conhecida como Síndrome de Impacto ou Tendinite do Manguito Rotador.

A inflamação pode atingir o tendão do músculo supra espinhoso, como também os subescapular, infra espinhal, cabo longo do bíceps e o redondo menor.

Para evitar esse tipo de lesão é preciso estar atento aos movimentos repetitivos do dia a dia, sejam eles em casa, no trabalho ou durante a prática esportiva. A má postura ao se exercitar e até mesmo ao dormir também pode contribuir para o aparecimento da tendinite no ombro.

O tratamento envolve repouso, o uso de compressas frias na região, medicamentos e fisioterapia.

👉 O importante aqui é procurar ajuda médica aos primeiros desconfortos: a falta de tratamento adequado pode piorar a lesão.

Leia mais
error

Compartilhe nosso site: