All posts by Cirurgia do Ombro e Cotovelo Cirurgia do Ombro e Cotovelo

Fratura na clavícula: Imobilização ou cirurgia?

Fratura na clavícula: Imobilização ou cirurgia?

A fratura da clavícula costuma ser uma fratura aparente, onde se nota o desvio ou encurtamento da região já no exame clínico. Quando isso ocorre, o tratamento pode ser realizado de duas formas, com a imobilização da região ou, em casos graves, com a cirurgia para correção da lesão.

A imobilização é uma alternativa que apresenta bons resultados, especialmente quando o encurtamento ou desvio é pequeno.

Já a cirurgia é uma opção quando a lesão é mais grave e há também a necessidade de reestruturar a região com uso de pinos. A recuperação pode depender de fatores relacionados ao tipo de lesão, mas na maioria dos casos, o paciente pode retornar às atividades dentro de algumas semanas.

Leia mais

Rotura parcial ou total do manguito rotador: quanto tempo esperar para fazer cirurgia?

Rotura parcial ou total do manguito rotador: quanto tempo esperar para fazer cirurgia?

A cirurgia de reparo do manguito rotador não é urgente, mas é necessário ter cuidado ao postergar o procedimento. Por se tratar de uma cirurgia que demanda um tempo de recuperação, com repouso e reabilitação, é compreensível que o paciente precise de um tempo para organizar a sua rotina.

O ideal é que o planejamento cirúrgico seja feito o mais rápido possível, isso porque a musculatura acaba sofrendo uma degeneração por não ser usada enquanto há o rompimento do tendão. Isso pode levar a um quadro grave e deixar sequelas irreversíveis na articulação se levar muito tempo para a cirurgia.

A equipe do Grupo do Ombro é dedicada ao estudo, planejamento e execução de procedimentos do tipo. Atuando para melhorar e devolver os movimentos do ombro aos pacientes que sofrem lesões na articulação.

Leia mais

Dor que irradia da parte interna do cotovelo. Saiba como prevenir a Epicondilite Medial

Dor que irradia da parte interna do cotovelo. Saiba como prevenir a Epicondilite Medial

A epicondilite medial ou cotovelo de golfista é uma condição que afeta a qualidade de vida, causando dor que inicia na parte interna do cotovelo e vai até os dedos da mão.

Nessa condição, os tendões da região inflamam, normalmente por conta de atividades que demandam movimento repetitivo e sobrecarga de peso. Algumas atividades físicas e esportes também podem causar o problema.

A melhor forma de prevenir a epicondilite medial é alongando a região, fazendo o reforço muscular e revendo as práticas esportivas, corrigindo posturas que possam não estar de acordo. ALém disso, é importante observar o limite do músculo e da articulação, respeitando os momentos de descanso.

Se você apresentar sintomas, procure ajuda especializada.

Leia mais

Cuidado com os “puxões” no braço: Isso pode causar a luxação da cabeça radial

Cuidado com os “puxões” no braço: Isso pode causar a luxação da cabeça radial

Um puxão pela mão mais brusco pode desencadear a luxação da cabeça radial. Isso acontece quando a cabeça do rádio é puxada para fora do ligamento anular, ou seja, o osso “sai do lugar”.

Esse tipo de situação é comum especialmente em crianças menores de 6 anos, onde o impacto de um movimento brusco pode desencadear a pronação dolorosa, como também é conhecida a lesão. Por isso, sinais como dor e dificuldade de movimentar o cotovelo devem acender um alerta nos pais ou responsáveis.

Sempre que a criança se queixar de dor na região, busque o auxílio de um ortopedista que atua na área do cotovelo. Se precisar de ajuda, conte com a nossa equipe especializada!

Leia mais

BURSITE OLECRANIANA: E as formas de diagnóstico

BURSITE OLECRANIANA: E as formas de diagnóstico

Uma condição que causa dor e muito desconforto: a bursite olecraniana afeta a bolsa sinovial localizada no cotovelo, chamada de bursa olecraniana. Ela é responsável por amortecer e facilitar o movimento entre o osso do cotovelo e a pele adjacente, ajudando a reduzir o atrito durante os movimentos do braço.

Dor no cotovelo, sensibilidade ao toque, inchaço localizado, vermelhidão e calor na área afetada podem fazer parte dos sintomas.

Seu diagnóstico geralmente envolve um exame físico detalhado, histórico médico do paciente, exames de imagem, como radiografias ou ressonância magnética. Em alguns casos, quando há suspeita de infecção ou hemorragia, é preciso avaliar a necessidade de uma aspiração.

E você, tem algum desconforto na região e ainda não procurou ajuda? Conte com o auxílio de nossos especialistas.

Leia mais

Dores nos ombros que pioram à noite?

Dores nos ombros que pioram à noite?

Você até sente alguns desconfortos no ombro durante o dia, mas ao deitar na cama as dores se intensificam ? Algumas vezes chega a ser impossível permanecer deitado por não encontrar posição confortável?

Causas das dores noturnas nos ombros: a dor inflamatória no ombro é mais acentuada em repouso. Isso porque, ao deitar o espaço articular do ombro é reduzido, fazendo com que não haja gravidade para movimentar o braço, causando dor intensa.

Sintomas e impacto da dor noturna nos ombros: acordar a noite devido a dor, ou não conseguir deitar sobre o ombro afetado, são sinais de que algo mais sério pode estar acontecendo. Sendo assim, a dor contínua durante a noite pode prejudicar o sono, afetando significativamente a qualidade de vida e o bem-estar.

Quais os tratamentos? Eles podem incluir terapia baseada em exercícios supervisionados, que mostraram bons resultados no controle da dor e melhoria da função dos membros superiores. Se a causa das dores for mais grave, pode ser necessário realizar uma intervenção cirúrgica.

Se as noites têm sido difíceis por causa da dor no ombro, é importante compreender as causas e buscar soluções efetivas. Para isso, procure ajuda especializada e dê o primeiro passo para noites de sono tranquilas e sem dor.

Leia mais

Instabilidade do ombro e exercícios: saiba o que você pode fazer!

Instabilidade do ombro e exercícios: saiba o que você pode fazer!

A instabilidade do ombro, onde o ombro se desloca frequentemente, pode ser um obstáculo para as suas atividades diárias e exercícios físicos. Por isso, se você sente algum destes sintomas, busque avaliação médica especializada.

Com o diagnóstico correto e tratamento, a instabilidade do ombro pode ser curada, permitindo que você continue suas atividades com segurança.

Cuidado nas atividades:

– Ao nadar em águas profundas, a pressão da água pode deslocar o ombro. Tenha cautela!
– Escalar ou utilizar as mãos para subir escadas íngremes pode ser um risco.
– Pilotar motos ou bicicltas requer cuidado, já que a força nos membros superiores pode levar a deslocamentos.

Então não posso fazer exercícios? Pode sim! A chave é tratar a instabilidade do ombro. Com o tratamento adequadro, você pode voltar a realizar essas atividades com segurança.

Quais os sintomas da instabilidade?

– Sensação de “frouxidão” no ombro;
– Dor e, em alguns casos, deslocamento visível;
– Dificuldade em movimentar o ombro, especialmente em movimentos acima da cabeça ou para trás.

Quais as opções de tratamento?
– Fisioterapia para fortalecer os músculos do ombro;
– Exercícios de fortalecimento muscular;
– E, em casos específicos, pode ser necessário intervenção cirúrgica.

Leia mais

Pós-Cirurgia do ombro: quais os cuidados necessários?

Pós-Cirurgia do ombro: quais os cuidados necessários?

Os cuidados pós-cirurgia são fundamentais para o sucesso do tratamento. É preciso entender que esse período requer atenção especial e abusar dos movimentos e não seguir as orientações médicas não é recomendado. Pensando nisso, reunimos algumas informações importantes para você ter acesso. Confira!

Algumas dicas essenciais:

  • Siga à risca as orientações do seu médico
  • Se recomendado, faça os exercícios de fisioterapia
  • Faça a limpeza do local da maneira correta
  • Não faça esforços desnecessários: respeite seus limites

MUITO IMPORTANTE:

Em caso de medicações, faça o uso de acordo com a prescrição médica. Em caso de dor ou sintomas anormais, procure seu médico de forma imediata.

Leia mais

Bursite é apenas dor no ombro?

Além da dor, a bursite no ombro pode apresentar inchaço localizado e, em alguns casos, vermelhidão na área afetada. Os sintomas podem limitar a capacidade de realizar tarefas simples, como pentear o cabelo, vestir-se ou alcançar objetos em prateleiras elevadas. Entenda:

A bursite é uma condição que envolve a inflamação da bursa, que é uma pequena bolsa cheia de líquido localizada perto de uma articulação do ombro.

Os sintomas típicos da bursite no ombro incluem dor na parte externa do ombro e ao levantar o braço. Além da dor pode ocorrer:

  • Inchaço;
  • Vermelhidão;
  • Restrição dos movimentos.

É muito importante buscar orientação médica ao ter algum dos sintomas. A falta de tratamento adequado pode piorar a situação.

Leia mais

Treinar com dor no ombro e cotovelo: fazer ou não?

Treinar com dor no ombro e cotovelo: fazer ou não?

Treinar com dor no ombro e cotovelo pode ser arriscado e potencialmente prejudicial à sua saúde. A dor nessas áreas pode ser um sinal de lesão ou sobrecarga, e continuar a treinar enquanto sente esse desconforto pode piorar a situação e levar a lesões mais graves.

A dor é um mecanismo de aviso do corpo, um alerta de que algo não vai bem. Nesses casos, procure a ajuda de um especialista o quanto antes.

Leia mais
error

Compartilhe nosso site: