Blog & Notícias

Discussão: Descompressão subacromial artroscópica para dor no ombro subacromial.

Descompressão subacromial artroscópica para dor no ombro subacromial: um estudo multicêntrico, pragmático, randomizado

Introdução:

A descompressão subacromial artroscópica é uma cirurgia comum para dor no ombro, e consiste em retirada de esporão ósseo e de partes moles. Entretanto, sua efetividade é incerta. Este estudo avaliou a efetividade da descompressão subacromial artroscópica, comparando com outros grupos-controle.

 

Métodos:

O estudo contou com a participação de 32 hospitais no Reino Unido e com 51 cirurgiões. Os participantes eram pacientes que tinham dor subacromial por pelo menos 3 meses, sem lesão do manguito rotador, já submetidos ao tratamento com fisioterapia e pelo menos uma infiltração com corticóide. O critério de exclusão foi se houvesse ruptura completa de um ou mais tendões do manguito rotador. Os pacientes foram alocados randomicamente à 1 dos 3 grupos a seguir: descompressão subacromial artroscópica, artroscopia investigacional apenas, e um grupo sem nenhum tratamento. Nos 2 grupos nos quais foram realizados artroscopia, o paciente não sabia se foi ou não realizado a descompressão. Os pacientes foram acompanhados e vistos com 6 meses e 1 ano. Foram realizados o Oxford Shoulder Score com 6 meses e 1 ano, além de outras medidas de qualidade de vida e dor.

 

Resultados:

Entre setembro de 2012 e junho de 2015, 313 pacientes foram selecionados e randomizados aos grupos (106 para descompressão, 103 para artroscopia somente e 104 para o grupo sem tratamento nenhum). A média do Oxford Shoulder Score não teve diferença significativa entre os dois grupos cirúrgicos em 6 meses. Ambos os grupos cirúrgicos demonstraram um pequeno benefício sobre o grupo sem tratamento, mas esta diferença não foi clinicamente importante. Houveram 6 complicações, sendo todas capsulite adesiva, com 2 pacientes em cada grupo.

 

Discussão:

Os grupos cirurgicos obtiveram melhores resultados que o grupo sem tratamento, com relação à dor e à função do ombro, entretanto, esta diferença não foi clinicamente importante. Outro achado, foi que a descompressão não aparentou demonstrar nenhum benefício extra sobre a artroscopia investigacional (isto é, sem nenhum procedimento, somente avaliação da articulação). A diferença entre os grupos cirúrgicos e o grupo sem tratamento, pode ser devido ao efeito placebo, ou efeito da fisioterapia pós operatória. Estes achados questionam o valor desta cirurgia para esta indicação (descompressão), e isto deve ser comunicado ao paciente durante o processo de tomada de decisão.

error

Compartilhe nosso site:

error: Content is protected !!